Polícia

Itapirenses são presos tentando trazer 163 kg de maconha do Mato Grosso do Sul

Na mesma operação do SIG foram presos dois campineiros; o bando estava em dois Hyundai HB20

Três itapirenses, entre eles uma mulher, foram presos em flagrante na última terça-feira (14), em Presidente Venceslau, Oeste paulista, acusados de estarem envolvidos no transporte de 163 quilos de maconha do Mato Grosso do Sul para o Estado de São Paulo. O caso começou ainda no domingo, quando o SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil de Itapira, começou a receber informes do trio.

Segundo essas informações, eles estariam em um Hyundai HB20 viajando sentido Mato Grosso do Sul/São Paulo. O SIG fez contato com a Dise (Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes) de Presidente Prudente, que também entrou no caso, juntamente coma PRF (Polícia Rodoviária Federal). O HB20 acabou sendo interceptado na rodovia Raposo Tavares, próximo a Presidente Venceslau. 

No interior do HB20 branco, estavam apenas os três itapirenses. Durante o interrogatório, eles caíram em várias contradições em relação à viagem. A PRF também achou um rádio comunicador no carro, o que levantou a suspeita do trio estar atuando como “batedor” de uma carga de drogas. Eles acabaram confessando que em outro HB20, com dois homens de Campinas, haveria um carregamento de maconha.

A dupla foi deixada na cidade em Presidente Epitácio. A PRF, Dise e policiais civis da região foram até um hotel onde os dois campineiros estavam hospedados. Quando foram abordados, eles admitiram que estavam trazendo 163 quilos de maconha para Itapira. Para isso, usavam um HB20 que foi escondido em um canavial daquela cidade.

Elogio

O Hyundai foi encontrado e dentro de caixas de papelão estava a maconha. A dupla também admitiu que o outro HB20 estava atuando como “batedor” para avisá-los de possíveis blitz ou operações da PRF nas estradas daquela região. Por último, a dupla revelou que cada um dos participantes da operação receberia R$ 5 mil para trazer a droga.

A delegada secional de Mogi Guaçu elogiou o trabalho da equipe do SIG de Itapira, sob o comando do delegado Anderson Cassemiro de Lima, que iniciou as investigações e acionou os colegas da Dise de Presidente Prudente, além da PRF e demais policiais envolvidos. Os quatro homens e a mulher foram presos, indiciados por associação para o tráfico e tráfico de entorpecente. 

Os carros também foram apreendidos pela Dise.

Fonte: Portal da Cidade de Mogi Mirim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *