Comerciante é morto a facadas após cobrar dívida de R$ 160 em Conchal

Durante a confusão, pai do adolescente cobrado foi atropelado por irmã da vítima.

Na noite de segunda-feira (7), o comerciante Júlio César Brito, de 26 anos, conhecido como Batata, foi morto a facadas em Conchal, após cobrar uma dívida no valor de R$ 160 de um adolescente, de 17 anos.

Segundo informações do Plantão Policial de Araras, o crime aconteceu por volta das 22h15, na Rua Pernambuco, no Parque Industrial.

Dono da Mercearia  Ponto Novo, Júlio César Brito cobrou a dívida do adolescente. O jovem não gostou e contou ao pai o que tinha acontecido.

Pai e filho foram até a casa do comerciante e começaram a discutir. A vítima teria saído com uma barra de ferro até a calçada. A irmã do comerciante, que dirigia um veículo, atropelou o pai do adolescente no meio da confusão.

Comerciante é morto a facadas após cobrar dívida de R$ 160 em Conchal – Foto: Reprodução Portal R7

Ao ver que o pai havia sido atropelado, um tumulto começou e o dono do bar foi golpeado duas vezes por uma faca.

Socorro

O comerciante e o pai do adolescente foram socorridos ao Hospital Madre Vanini, sendo que o dono do bar não resistiu aos ferimentos e morreu.

Júlio César Brito, de 26 anos, conhecido como Batata foi morto a facadas após cobrar dívida em Conchal — Foto: Reprodução/Redes Sociais

A companheira do comerciante relatou aos policiais ter visto o adolescente com uma faca, entretanto, nenhuma das testemunhas soube dizer em que momento as agressões aconteceram.

A PM não localizou o adolescente, nem a irmã do comerciante. O caso foi registrado como homicídio e será investigado pela Polícia Civil.

Clique aqui para assistir à reportagem da TV Record.

Deixe um comentário