Secretaria de Estado abre inscrições para cursos profissionalizantes às pessoas com deficiência de Conchal

Municípios recebem os cursos remotos gratuitos de Auxiliar Administrativo e Recepção e Atendimento

Estão abertas as inscrições para os cursos remotos de Auxiliar Administrativo e Recepção e Atendimento às pessoas com deficiência dos municípios de Rio Claro e Conchal. Ação, totalmente gratuita, é uma parceria entre a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e o Centro Paula Souza, com o apoio do Centro de Tecnologia e Inovação, da Prefeitura Municipal de Conchal, por meio do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, e da Prefeitura Municipal de Rio Claro, por meio da Assessoria dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Os cursos terão carga horária de 60 horas cada, realizados em 12 dias, sendo 4 horas por dia, de segunda a sexta-feira, e, são acessíveis com interpretação de libras, material adaptado e linguagem simples. As aulas têm início no dia 22 de abril e as pessoas com deficiência com mais de 18 anos, interessadas, devem se inscrever por meio do link https://forms.gle/1RLaecPsvKZ34AaPA , até o dia 14 de abril.

Além desses cursos para as cidades de Rio Claro e Conchal, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência realiza também, diversos outros cursos em áreas específicas de todo o estado de SP. Saiba mais no site da Secretaria www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br.

De acordo com a Base de Dados dos Direitos da Pessoa com Deficiência (www.basededados.sedpcd.sp.gov.br ), no município de Rio Claro há 11.378 pessoas com deficiência. De acordo com dados do novo CAGED, em 2020, 80 pessoas com deficiência foram admitidas no município e 114 pessoas com deficiência foram desligadas, totalizando um saldo negativo de 34 pessoas com deficiência desligadas do mercado de trabalho deste ano.

Já no município de Conchal, há 1.605 pessoas com deficiência e em 2020, sete pessoas com deficiência foram admitidas no município e 11 foram desligadas, totalizando um saldo negativo de quatro pessoas com deficiência desligadas do mercado de trabalho.

Deixe uma resposta