Em Mogi Mirim, Hospital 22 de Outubro esgota capacidade e suspende atendimento a novos pacientes

Em nota divulgada no final da tarde desta quinta-feira, 18, o Hospital 22 de Outubro informa que atingiu sua capacidade máxima e que esgotou as possibilidades de atendimento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), setor de internação e no Pronto Atendimento. Portanto, não receberá novos pacientes.

A nota é assinada pelo presidente do hospital, o médico Raji Rezek Ajub, e pelo diretor técnico Marcelo de Campos Guidi. Eles explicam que há dias o 22 de Outubro vem trabalhando no limite da capacidade, inclusive tendo realocado equipamentos do centro cirúrgico para as alas Covid.

Diante desse cenário, o Pronto Atendimento do hospital estará dedicado aos pacientes que já estão em atendimento, não sendo possíveis novas admissões, uma vez que não há recursos disponíveis para tanto. Também não há disponibilidade de leitos clínicos e de UTI para internação, por isso também não poderá haver novas admissões. Ao mesmo tempo, as transferências para outros hospitais estão comprometidas e sem a certeza de viabilidade.

“A situação de esgotamento da capacidade está sendo objeto de monitoramento e reavaliação constante, de acordo com a movimentação dos pacientes em atendimento no Hospital 22 de Outubro. Assim que conseguirmos atender novamente, emitiremos novo comunicado”, informa a nota assinada por Ajub e Guidi.

Ainda segundo o hospital, os serviços de exames, Diagnóstico por Imagem, Laboratório, Oncologia e Hiperbárica e terapias continuam funcionando normalmente.

Segundo o hospital, as autoridades e órgãos competentes já estão informados e cientes desta situação. “Contamos com a colaboração de todos para atravessarmos esse momento difícil em que estamos vivendo. E, mais uma vez, neste momento, pedimos: quem puder, fique em casa”, encerra a nota.

Leia a íntegra do comunicado:

Fonte: Portal A Comarca

Deixe uma resposta