Araras registra 80% de redução em óbitos pela Covid-19 em idosos com mais de 85 anos

O número de óbitos registrados em idosos com mais de 85 anos devido à Covid-19 (Sars-CoV-2), caiu 80% após a vacinação deste grupo etário em Araras. Além disso, também houve uma redução de 70% no número de internações nessa faixa etária.

Ao todo, 10.006 pessoas já foram vacinadas contra o novo coronavírus na cidade. Desse total, 1428 idosos com mais de 85 anos já foram imunizados com duas doses de vacina.

Desde o início da pandemia, 214 idosos com mais de 80 anos já testaram positivo para a doença, segundo boletim divulgado pela Vigilância Epidemiológica nesta quarta-feira (17). Apesar de englobar o número mais baixo de confirmações entre todos os grupos, essa faixa etária representava 26% dos óbitos pela doença no dia 22 de fevereiro, atrás somente do grupo correspondente às pessoas de 70 a 79 anos, que tem 473 casos confirmados até esta quarta-feira e representava 27% dos óbitos no dia 22 de fevereiro.

Para o secretário da Saúde de Araras, Agnaldo Piscopo, os números, apesar de serem preliminares, são animadores. “O recado mais importante é que a vacina é a esperança para sairmos desse problema tão grave que é a covid-19”, ressaltou.

Dando continuidade à campanha de vacinação contra a doença, nesta sexta-feira (19), serão vacinados com a 1ª dose os idosos 74+ (faixa etária a partir dos 74 anos de idade). Além deste público-alvo, os imunizantes serão aplicados nas pessoas com 73+, no dia 22 (segunda-feira), e 72+ no dia 23 (terça-feira). A vacinação acontece no Parque Ecológico, das 8h às 16h.

 Assim como nas outras etapas da campanha, a logística da vacinação seguirá os seguintes sistemas: convencional (pedestre) e drive-thru (imunizações dentro dos veículos). A entrada para os pedestres será pela Avenida José Pavan. Já a do drive-thru, pela Avenida Dona Maria Della Coletta.

Agnaldo ressalta ainda que, mesmo após a vacinação, é necessário continuar seguindo todos os protocolos de saúde. “É importante lembrar que a vacina não tem 100% de eficácia, por isso, é necessário que as pessoas continuem usando máscara, álcool em gel e mantendo o isolamento social, mesmo após terem sido imunizadas. Apesar disso, com toda certeza, a imunização reduz consideravelmente o número de mortes e internações, o que é a solução para o grave problema que estamos enfrentado”, explicou.

Fonte: Secom/Prefeitura de Araras

Deixe uma resposta