Após denúncia, Polícia Militar resgata homem de ‘tribunal do crime’ em Conchal

Um homem foi resgatado pela Polícia Militar na noite de domingo (20), em Conchal, após a denúncia de um suposto ‘tribunal do crime’. Durante a ação, 10 homens foram presos e um adolescente foi apreendido.

Segundo o boletim de ocorrência, as equipes receberam a informação de que um rapaz havia sido sequestrado e que estava sendo agredido em um bar no Jardim Esperança III. A suspeita era que os envolvidos teriam aumentado o volume do som para que os gritos da vítima não fossem ouvidos.

Com a chegada das viaturas no estabelecimento indicado, três homens tentaram fugir correndo, mas foram abordados. Outros oito homens, incluindo o proprietário do local e um adolescente, estavam no interior do bar e também foram abordados.

Vítima localizada

Quando o volume da música foi reduzido, os policiais ouviram os gemidos da vítima, que estava jogada no chão em outro cômodo no interior do estabelecimento. O rapaz foi resgatado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) com diversas lesões e uma fratura no braço esquerdo.

Em revista no bar, a PM localizou 359 gramas de crack e 56 porções embaladas de maconha. Já em revista pessoal, foram encontrados R$ 551 e cinco celulares. Na sequência, foi dado voz de prisão em flagrante e apreensão para todos os envolvidos.

Após denúncia, Polícia Militar resgata homem de ‘tribunal do crime’ em Conchal. — Foto: Beto Ribeiro Repórter/Divulgação
Após denúncia, Polícia Militar resgata homem de ‘tribunal do crime’ em Conchal. — Foto: Beto Ribeiro Repórter/Divulgação

Pedradas

Enquanto os policiais aguardavam a chegada da perícia no local, alguns moradores começaram a jogar pedras na direção das viaturas e das equipes. A Força Tática de Limeira (SP) foi acionada para dispersão e apoio do comboio.

Na delegacia, o rapaz agredido não quis fazer o reconhecimento pessoal dos investigados e se recusou a prestar depoimento por medo de retaliação dos suspeitos.

O delegado de plantão ratificou a voz de prisão em flagrante e apreensão para todos os envolvidos e determinou a autuação de todos pela prática de organização criminosa, com participação de adolescente, lesão corporal de natureza grave e cárcere privado qualificado. O proprietário do bar também foi autuado por tráfico de drogas. As informações são do G1.

Clique aqui para assistir à reportagem da EPTV.

Deixe uma resposta