76,6% das vítimas de Covid-19 em Araras têm mais de 60 anos

Uma pesquisa da Prefeitura de Araras aponta que 76,6% das mortes por Covid-19 são de pessoas com mais de 60 anos.

Dos 30 óbitos registrados desde o início da pandemia, 23 se enquadram nessa faixa etária. O último óbito foi de um idoso de 67 anos.

De acordo com o último boletim epidemiológico, a cidade soma 1.182 casos confirmados, entre eles 24 estão internados, 12 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 12 na enfermaria para a Covid-19.

Já a taxa de mortalidade pela doença no município está em, aproximadamente, 2,5% (o número de quantas pessoas faleceram pelo vírus dividido pelo número de pessoas que foram contaminadas).

Perfil das vítimas

Ainda segundo a pesquisa, dois terços das vítimas apresentaram comorbidades, como os pacientes mais jovens, na faixa dos 40 e 50 anos, que tinham diabetes, hipertensão ou obesidade.

“Por isso a gente orienta que essas doenças estejam muito bem controladas. Tem que tomar os remédios certos, seguir as orientações, as dietas e aderir ao tratamento”, explicou o médico da Vigilância Epidemiológica Rodrigo Klein.

Orientações

A orientação, então, é que as pessoas, principalmente as do grupo de risco, obedeçam ao isolamento social, utilizem máscara e higienize corretamente as mãos. “Até dentro da própria casa, porque às vezes o restante da família sai e pode trazer o vírus” completou Klein.

Lavar as mãos com água e sabão é a melhor maneira para prevenir o coronavírus — Foto: Carlos Poly

Caso a pessoa sinta qualquer sintoma gripal, como dor de garganta, rouquidão, febre, perda de olfato ou de paladar, é fundamental que ela procure atendimento médico o mais rápido possível, para que seus sinais vitais sejam avaliados.

“É preciso que seja avaliado saturação de oxigênio, insuficiência respiratória, para ver se a pessoa não está tendo alguma complicação da Covid-19. A gente sabe que 80% dos contaminados vão ser casos leves, mas 20%, infelizmente, podem evoluir para intubação e até óbito”, explicou o médico. As informações são do G1.

Deixe uma resposta