Exames realizados de forma particular ampliam notificações de covid-19 em Araras

Análises são realizadas por pacientes que não fazem parte do protocolo definido pelo Ministério da Saúde; resultados também entram nas estatísticas de notificações oficiais da cidade, organizadas pela Vigilância Epidemiológica

O número de testes para detectar o vírus Sars-Cov-2, causador da covid-19, em Araras aumentou depois que laboratórios particulares da cidade passaram a disponibilizar exames a pessoas que não fazem parte do protocolo definido pelo Ministério da Saúde, mas querem saber se tiveram contato com o novo coronavírus.

Há pelo menos quatro estabelecimentos credenciados junto ao Instituto Adolfo Lutz para realizar as análises, que custam, em média, R$ 300 e são contratadas de forma particular pelos pacientes. Esses laboratórios não prestam serviço à Prefeitura.

Segundo a determinação do Governo Federal, válida em todo país, a realização de exames pelo poder público e convênios médicos é obrigatória apenas para pacientes internados com sintomas suspeitos e profissionais que trabalham na área da saúde.

Os exames particulares também entram nas estatísticas oficiais da Vigilância Epidemiológica de Araras, o que já vem impactando o número de notificações e de casos em investigação nos últimos dias. É possível também que essas análises aumentem os casos positivos da doença na cidade.

“Com a maior oferta de testes, também registramos aumento nas notificações de casos e possíveis confirmações”, analisa o médico Rodrigo Klein, da Vigilância Epidemiológica de Araras.

Até a tarde desta quinta-feira (30), Araras registrava 16 casos confirmados de covid-19 – entre eles, dois pacientes faleceram em decorrência da doença. Outros 10 que testaram positivo já estão liberados para voltar às atividades normais, dois continuam internados na UTI e outros dois ainda seguem em isolamento domiciliar por ainda estarem em período de transmissão.

De acordo com o último balanço da Vigilância, havia 24 pacientes aguardando resultados de exames para diagnóstico do caso e outras 68 suspeitas já descartadas após a chegada das análises laboratoriais.

Fonte: Secom/Prefeitura de Araras

Deixe um comentário