Chuvas em fevereiro causam estragos em pontes e estradas da região

Em Mogi Guaçu e Valinhos, pontes caíram e trouxeram transtornos aos moradores. Em Piracicaba, cratera em estrada faz com que motoristas tenham que fazer desvios.

As chuvas que atingiram as cidades da região durante o mês de fevereiro deixaram estragos em vários lugares e causaram transtornos aos moradores. Entre os estragos estão queda de ponte e asfalto que cedeu.

Em Mogi Guaçu, a força da água da chuva derrubou uma ponte na estrada que liga a cidade ao distrito de Martinho Prado Júnior. Nesta quinta-feira (17), um caminhão que passava pelo trecho despencou no buraco e o motorista, morador de Conchal, morreu.

A rota mais segura, que deve ser usada por veículos pesados, é o caminho Mogi Mirim-Conchal, até chegar ao distrito de Martinho Prado Jr. Para os carros, uma alternativa é uma estrada de terra no meio de um canavial até as Chácaras Alvoradas.

Piracicaba

Em Piracicaba, na estrada que liga a cidade ao distrito de Anhumas, uma cratera se formou de um lado a outro no dia 10 de fevereiro. Na tubulação abaixo da pista passa o Córrego Jioinha e a força da água fez com que o asfalto cedesse.

Asfalto cedeu em trecho da Estrada do Pau Queimado, em Piracicaba — Foto: Divulgação/ Sema

Agora o acesso é feito por um desvio bem ao lado da pista. O local está sinalizado e os veículos precisam reduzir a velocidade para seguir.

Uma das preocupações dos moradores é a safra da cana-de-açúcar, já que treminhões terão que passar por esse desvio da estrada.

Valinhos

Em Valinhos o rastro que a chuva deixou foi a queda de uma ponte, que era a principal ligação da Rodovia Doutor Flávio de Carvalho ao bairro Fazenda Capuava. A prefeitura está fazendo obras de reconstrução, mas o caminho alternativo é uma estrada de terra que aumenta o tempo de viagem.

Ponte que dá acesso ao bairro Fazenda Capuava foi interditada em Valinhos (SP) — Foto: Márcio de Campos/EPTV

O que dizem as prefeituras?

Em Mogi Guaçu, a prefeitura diz que o trecho continua interditado e sem previsão de liberação. A construção de uma nova ponte está em análise.

Já em Piracicaba, a prefeitura informou que a obra está sendo feita e espera concluir no cronograma inicial, que era de 30 dias. Ressaltou, também, que depende das condições climáticas. Sobre o desvio, diz que está sendo monitorado e passa por manutenções diárias.

Em Valinhos, a prefeitura diz que o prazo de 60 dias para a conclusão está mantido, então deve concluir no começo de abril. Também informou que períodos chuvosos podem causar atrasos. Com informações do G1.

Deixe uma resposta