Barragens de 3 cidades da região passam por fiscalização após tragédia em Brumadinho

Barragens de hidrelétricas localizadas em Mogi Guaçu, Americana e Pedreira passarão por fiscalização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) após recomendação do Governo Federal por conta do rompimento da Barragem da Mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG).

Em caso de rompimento da represa de Salto Grande, em Americana, ao menos 11 bairros da cidade seriam atingidos pelas águas do Rio Atibaia.

Em Mogi Guaçu, apesar de a hidrelétrica ser considerada de pequeno porte, a fiscalização será realizada por conta da quantidade de moradores que vivem no entorno da barragem do Rio Mogi Guaçu.

Visão aérea da hidrelétrica de Mogi Guaçu — Foto: Reprodução/EPTV

Já em Pedreira a fiscalização será feita no projeto da hidrelétrica que ainda está em construção no Rio Jaguari. A obra, entretanto, deveria ter sido concluída no ano passado e a nova previsão de conclusão é só para 2020.

Projeto da hidrelétrica que será construída em Pedreira, no Rio Jaguari — Foto: Reprodução/EPTV

O que dizem as empresas

A Aneel garante que não há risco de rompimento e que as medidas de segurança estão sendo tomadas pela CPFL Renováveis, responsável pela barragem.

A concessionária responsável pela hidrelétrica de Mogi Guaçu, AES Tietê Energia, informou que as barragens construídas para produção de energia elétrica sob responsabilidade da empresa foram consolidadas e projetadas seguindo rigorosos padrões técnicos e de engenharia utilizados no setor elétrico. Com informações do G1.

Deixe uma resposta